Bilhetes Palácio do Doges

O Palácio Ducal de Veneza é um dos edifícios mais célebres de toda a Itália. Um magnífico exemplo da arquitetura Gótica veneziana, é, talvez, a maior maravilha de Veneza, uma cidade que é, por si só, repleta de coisas maravilhosas.

Horário de funcionamento

Segunda-feira a Domingo 8:30h - 19:00h

O horário acima referido aplica-se na época estival, que decorre entre o dia 1 de abril e o dia 31 de outubro. Durante o inverno, o palácio encerra às 17:30h. A última entrada é uma hora antes do encerramento.

Como chegar

Piazza San Marco, 1, 30124 Venice VE, Itália

O Palácio Ducal localiza-se na área de São Marcos, na ilha principal de Veneza, fora do Grande Canal. Se vem a partir de uma das ilhas vizinhas, a estação de comboios mais perto é a de São Marcos. Caso decida ter uma entrada em grande e viajar de gôndola, peça ao gondoleiro para dirigir-se ao mesmo terminal. Caso se desloque a pé, as instruções são um pouco mais confusas, pois a geografia de Veneza é pouco usual. No entanto, se se deslocar para a Praça de São Marcos, não poderá enganar-se!

Perguntas frequentes sobre o Palácio Ducal

Devo reservar bilhetes com antecedência?
É aconselhável reservar os seus bilhetes com antecedência. Apesar de poder comprá-los na bilheteira no dia em que planeia visitar, a popularidade desta atração significa que terá, quase certamente, que esperar numa fila. Se reservar os bilhetes on-line, poderá evitar as multidões. Os bilhetes têm o custo de 20€ e incluem a entrada em todos os museus da Praça de São Marcos, incluindo o Museu Correr e a Biblioteca Nacional. Se optar pelo Passe Museu com o valor de 24,50€, terá entrada em todos estes museus e ainda em dez outros localizados pela cidade de Veneza.
O Palácio Ducal é acessível para cadeiras de rodas?
O palácio está muito bem equipado para lidar com as necessidades de visitantes de cadeira de rodas. O acesso direto ao rés-do-chão do palácio é simples, e a maioria das divisões têm acesso sem escadas, ou rampas. Pode chegar aos pisos de topo de elevador, mas deverá procurar ajuda junto dos membros do staff para o fazer.
Onde deve ir para comer e beber?
O Palácio Ducal tem um excelente café no qual pode descansar um pouco. O Culto Caffè e Cioccolato oferece verdadeiro café italiano, vinhos finos, pastelaria veneziana e uma seleção de iguarias locais. Existe ainda uma loja de lembranças bem apetrechada, onde pode comprar todos os tipos de lembranças relacionadas com o palácio, bem como obras de arte e livros detalhando as recentes exibições temporárias do palácio. E, como descobrirá, a Praça de São Marcos está repleta de excelentes bares, restaurantes e cafés, que oferecem gloriosas vistas de toda a praça.
Qual é uma boa altura para visitar?
Como sem dúvida saberá, Veneza é um destino extremamente popular, e o Palácio Ducal está no topo da lista da maioria dos visitantes. Dado que toda a cidade pode ficar muito movimentada durante a época alta, e a maioria das pessoas quererão visitar as maravilhas da Praça de São Marcos, pode ser uma boa ideia visitar o palácio ao início do dia.

O que deve saber antes de visitar o Palácio Ducal

Quem foi o “Doge”?
Numa tradução geral, o Doge foi o Duque de Veneza. No entanto, mais do que herdar esse papel, o Doge era, na grande maioria das vezes, um sábio ancião da cidade, normalmente com experiência militar e escolhido a partir de uma das famílias mais poderosas da cidade. Os Doges reinavam durante toda a sua vida, e muitos deles estão ainda sepultados na Basílica de São Marcos, junto ao Palácio Ducal. Na atualidade, a posição já não existe, tendo o último Doge abdicado após a invasão da cidade pelos exércitos de Napoleão, em 1797.
A Ponte dos Suspiros
Esta ponte, adequadamente denominada, conecta o Palácio Ducal à prisão que se localiza a este, no outro lado do canal. É dito que foi atribuído este nome à ponte pois era a última coisa que os detidos viam, antes de serem encarcerados. Alguns voltavam para ver a luz, mas outros não tinham a mesma sorte.
Uma breve história
Palácios de diferentes formas estiveram já presentes no local do atual Palácio Ducal, desde o Século IX. Curiosamente, numa cidade famosa pelos seus canais, estes palácios tiveram a tendência infeliz de serem destruídos por incêndios. A maior parte do palácio atual, construída seguindo a tradição Gótica Veneziana, é datada do século XVI. O palácio não só sofreu um grande número de desastres, mas também conheceu uma grande variedade de governantes. Durante a ocupação napoleónica da cidade, Veneza estava sob domínio francês, e passou a ser controlada pela Áustria antes de tornar-se parte de Itália, em 1866.

O que visitar nas redondezas do Palácio Ducal

Basílica de São Marcos
Mesmo ao lado do Palácio Ducal encontra-se a Basílica de São Marcos, que é a catedral da cidade de Veneza desde 1807. Construída pela primeira vez no século IX, a basílica conta com um historial de incêndios. No entanto, a magnificência e opulência da sua forma atual fazem com que seja um dos maiores exemplos da arquitetura Bizantina em Itália.
Basílica de São Marcos
St Mark's Basilica
O Campanário
O campanário que se ergue sobre a Praça de São Marcos também teve a sua dose de problemas. Apesar de ter sido danificada por incêndios e relâmpagos ao longo do tempo, foi sempre reconstruída (a reconstrução mais recente foi em 1912) e oferece vistas deslumbrantes de Veneza.
O Campanário
The Campanile
Mercerie
Traçando o caminho do Campanário até à magnífica Ponte de Rialto no Grande Canal, existe a rua comercial mais movimentada de Veneza. Aqui, pode comprar uma lembrança ou oferecer a si mesmo algo de uma destas requintadas lojas.
Mercerie
Mercerie